O MAHÂVAGGA – V20

O MAHÂVAGGA.

5.2 Então, na mente do Abençoado, que estava sozinho, e se retirou na solidão, o seguinte pensamento surgiu: “Eu penetrei nesta doutrina que é profunda, difícil de perceber e entender, que traz quietude do coração, que é exaltado, que é inatingível pelo raciocínio, abstruso, inteligível (apenas) para o sábio. Estas pessoas, por outro lado, são dadas ao desejo, decididas sobre o desejo, deliciando-se com o desejo. Para estas pessoas, portanto, que são dadas a vontade, decididas sobre a vontade, deliciando-se com a vontade, a lei da casualidade e da cadeia de causalidade será uma questão difícil de entender; Mais difícil para eles compreender será também a extinção de todos os samkhâras, o livrarem-se de todos os substratos (da existência (1)), a destruição do desejo, a ausência de paixão, quietude do coração, Nirvâna! Agora se eu proclamar a doutrina, e outros homens não forem capazes de compreender a minha pregação, haveria resultado, mas cansaço e aborrecimento para mim”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s